A Rede Circo do Mundo Brasil, criada em outubro de 2000, nasce da confluência de diferentes intervenções reunindo inicialmente seis organizações de quatro estado brasileiros que pactuavam os mesmos pressupostos: Escola Pernambucana de Circo, Aricirco, Acende/Acess (grupo oriundo do Araguaia Pão e Circo), Grupo Cultural Afro Reggae, Se Essa Rua Fosse Minha e FASE – de três distintas cidades brasileiras (Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte), da relação de parceria já estabelecida entre estas organizações e uma organização não governamental canadense do plano local e internacional, Jeunesse du Monde e da parceria com uma empresa artística do Québec, o Cirque du Soleil. Portanto, desde sua fundação, a RCM-Brasil favoreceu assim as trocas planetárias em torno de uma vontade comum: destacar o potencial dos jovens quanto ao seu próprio desenvolvimento e o seu papel na sociedade.

No Brasil, a experiência toma características específicas, uma vez que definem uma organização em rede, mais aberta e ampliando relações com outras instituições brasileiras. Esta rede, hoje reúne 22 instituições de 4 regiões brasileiras, que trabalham com educação/ promoção de crianças, mas principalmente de adolescentes e jovens de classes populares e têm como perspectiva mais geral o trabalho educativo, o exercício da cidadania, o resgate das raízes culturais. Todas estas instituições, em sua ação educativa, privilegiam linguagens artísticas (teatro, música, dança e circo) no processo educativo. As atividades desenvolvidas no cotidiano buscam favorecer a identificação destes jovens com o universo mágico do circo e com seus valores cooperativos e associativos, oferecendo-lhes oportunidade de uma nova experiência individual e coletiva.

Para conhecer melhor : http://www.redecircodomundo.org.br 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *